Skip to content

Green color

    Increase font size  Decrease font size  Default font size  Skip to content
Edição 1



Apresentação da Revista Imprimir E-mail
Escrito por José Carlos Paes de Almeida Filho   

Nasce uma Nova Revista para a área de Ensino e Aquisição de Português Língua Estrangeira e Segunda

Tenho a alegria de ser o porta-voz da SIPLE para anunciar o nascimento de um novo veículo internacional de comunicação profissional e científica no âmbito do PLE. A Revista da SIPLE pretende ser a difusora de ideias que tenham ocorrido aos autores como tópicos de reflexão e pesquisa, principalmente pesquisa de natureza aplicada, inscrevendo, assim, o registro do nosso tempo sobre os processos interconexos de aprender/adquirir e de ensinar Português e culturas de língua portuguesa a falantes de outras línguas.

Leia mais...
 
Apresentação do Primeiro Número Imprimir E-mail
Escrito por José Carlos Paes de Almeida Filho   

A REVISTA SIPLE nasce neste primeiro número regular de 2010. Os artigos que aqui registramos foram os aprovados pelos conselheiros editores ad hoc  e por mim, Editor-Chefe pró-tempore, a partir de um lote de pouco mais de 14 artigos enviados à Secretária da SIPLE via Portal SIPLE ao longo de 2009 e na primeira metade de 2010. A organização do segundo número já está em andamento e tudo faz crer que antes do encerramento do segundo semestre deste ano, tenhamos no prelo o segundo lote de artigos que comporão o segundo número do ano 1 da Revista.  Nossa política será manter pelo menos dois números regulares da Revista por ano e solicitar o ISSN do referido periódico no início de janeiro do próximo ano. Dessa forma, os autores poderão citar suas publicações e número de ISSN nos relatórios de pesquisa que costumam ser exigidos antes do início do primeiro semestre de cada ano letivo.

Leia mais...
 
Normas para Publicação Imprimir E-mail

Ao submeter um artigo para publicação na Revista SIPLE, queira observar os seguintes requisitos:

Leia mais...
 
Sumário Imprimir E-mail
Leia mais...
 
1. Aspectos interculturais no ensino de português língua estrangeira (ple) Imprimir E-mail
Escrito por Maristela dos Reis Sathler - ISSN 2316-6894   

Resumo
Os aspectos relacionados à interculturalidade interferem na nossa prática docente. A compreensão de que a cultura põe em evidencia aquilo que somos e  a maneira como usamos a língua, pode ser um importante fator diferenciador no contato com o aprendiz de PLE.

Palavras-chave: Português como segunda língua, Interculturalismo, ensino de cultura

Leia mais...
 
2. Os componentes lingüístico e cultural: equilíbrio no ensino contemporâneo de PLE Imprimir E-mail
Escrito por Itacira A. Ferreira - ISSN 2316-6894   

Resumo:
Este artigo começa mostrando aspectos da cultura cotidiana e sua manifestação em algumas regiões do Brasil, apresentando a seguir a diferença entre a cultura objetiva que consiste nas manifestações produzidas pela sociedade como literatura, música, ciência, artes plásticas, e a cultura subjetiva, optando-se por enfatizar o importante papel das práticas culturais do dia-a dia, ou seja, os aspectos interacionais da identidade lingüístico cultural dos brasileiros. A sala de aula de PLE é vista como o lugar onde acontece uma comunicação intercultural entre pessoas com diferentes visões de mundo.  Nesse contexto rico em experiências e conhecimentos, há uma troca constante de idéias e pontos de vista a respeito dos mais variados assuntos, alargando os horizontes culturais de ambos os lados. Por último, são abordadas as dificuldades que se encontram os professores da área em termos de materiais didáticos com conteúdos culturais, uma vez que a maioria dos materiais disponíveis no mercado nem sempre acompanham o desenvolvimento das pesquisas na área. São apontados alguns materiais de ensino e textos com propostas inovadoras como a de Mendes (2002), que defende uma abordagem culturalmente sensível, cujas atividade e tarefas são organizadas de acordo com ambientes comunicativos estruturados em áreas de usos culturais e/ou interculturais.

Palavras-chave: ensino de língua e cultura, ensino de PLE, instrução de cultura no ensino de PLE

Leia mais...
 
3. Portunhol : fossilização consentida da interlíngua de hispanofalantes aprendizes de PLE?* Imprimir E-mail
Escrito por Juan Pedro Rojas - ISSN 2316-6894   

Resumo:
Um considerável número de hispanofalantes aprendizes de português, não “saem” do “portunhol” e desenvolvem  um processo de fossilização  prematuro na sua  interlíngua. Este artigo tira algumas conclusões  a partir de um trabalho de pesquisa  que observou a recepção por parte de brasileiros da fala em português de hispanofalantes. A análise dessas atitudes constatou de um lado uma atitude extremamente permissiva que perdoa erros e privilegia a comunicação.  Do outro uma recepção exigente enquanto à correção gramatical, possivelmente decorrente da complexa conformação da identidade lingüística brasileira.

Palavras-chave: fossilização, interlíngua, recepção da fala, Português Língua Estrangeira (PLE)

Leia mais...
 
4. Experiência de Ensino de Português Brasileiro Para Indígenas e Africanos Imprimir E-mail
Escrito por Mônica Filomena Caron & Márcia Regina Pires Bracciali - ISSN 2316-6894   

Resumo:
O texto relata uma experiência de ensino de linguagem, desenvolvida na universidade, com indígenas e africanos, considerando algumas questões relativas à área de estudos sobre educação bilíngue e evidenciando-se a voz dos alunos. As reflexões suscitadas pela experiência destacam a urgência de uma discussão sobre as variáveis implicadas na mobilidade social no Brasil e entre os povos.

Palavras-chave: Português como segunda língua, Ensino de Português L2 em contexto indígena, Ensino de Português Língua Segunda em contextos africanos

Leia mais...
 
5. Construir o PLE nos países: abertura de caminhos para o ensino de português no Sul da América Latina Imprimir E-mail
Escrito por Laura Masello - ISSN 2316-6894   

Resumo:
Por que o ensino do PLE ainda parece não ter um lugar na maioria das universidades dos países vizinhos do Brasil? Qual o debate a ser resolvido: disciplinar ou institucional? Para abordar a complexidade desta situação, em primeiro lugar dou uma olhada no surgimento e na evolução da formação docente nos países que formam nosso bloco regional. Também analiso a inadequação entre as decisões tomadas no nível das políticas lingüísticas e sua tradução num planejamento lingüístico, desajuste que caracteriza a implementação de várias reformas parecidas em nossa região. Por útlimo, me refiro aos caminhos que percorremos no Uruguai para a criação e consolidação da área de PLE no longo processo de institucionalização da formação de profissionais da área.

Palavras-chave: política de ensino do PLE na América do Sul, oferta de PLE no Mercosul

Leia mais...
 
6. O ensino da língua portuguesa em Macau/China: fatos e perspectivas Imprimir E-mail
Escrito por Roberval Teixeira e Silva e Ricardo Moutinho - ISSN 2316-6894   

Resumo:
Neste artigo, apresentamos a situação atual do ensino da língua portuguesa em Macau, construindo por um breve histórico sobre os caminhos percorridos pelo nosso idioma desde a chegada dos portugueses ao território no início do século XVI. Com a inevitável troca linguística/cultural e com hibridismo étnico/social que caracterizam a região, o português já ocupou lugares de destaque na sociedade, mas também já enfrentou percalços especialmente por falta de uma política devidamente voltada ao ensino de línguas estrangeiras. Atualmente, a região vive uma fase de transição, em que o português volta a ganhar importância e, ainda que timidamente, a recuperar o seu espaço. Esse fato pode, em um futuro próximo, tornar Macau o grande centro difusor da língua portuguesa para toda a Ásia.

Palavras-chave: Ensino de PLE no oriente, PLE na China.

Leia mais...
 
7. Aprendizagem de leitura em PLE/PL2 Imprimir E-mail
Escrito por Laura Camila Braz de Almeida - ISSN 2316-6894   

Resumo:
O objeto do estudo desse trabalho diz respeito ao funcionamento das atividades de leitura e escrita no ensino e aprendizagem de língua portuguesa. Pretende-se resenhar criticamente as teorias referentes à escrita e à leitura para aprimorar a compreensão do processo de ensino e aprendizagem da língua portuguesa para estrangeiros.

Palavras-chave: ensino da língua escrita em PLE, leitura e escrita no ensino de PLE

Leia mais...
 
8. A construção da SIPLE: Crônica da primeira gestão e realizações Imprimir E-mail
Escrito por Itacira Araújo Ferreira - ISSN 2316-6894   

Resumo:
Esta crônica apresenta uma retrospectiva histórica da SIPLE desde a sua fundação em 1992 até a atualidade, mostrando o desenvolvimento e as ações da Sociedade durante esse percurso. A ênfase maior é colocada na primeira gestão de 1992 a 1995, mas apresenta também fatos e ações relativas à outras gestões. O texto evidencia uma SIPLE participativa e atuante desde seu início, enfatizando as principais participações nos eventos da área no Brasil e no exterior. Finalmente, a retrospectiva termina com a gestão atual, mostrando uma SIPLE consolidada e pronta para seguir a sua vocação internacional.

Palavras-chave: SIPLE, associação de professores de PLE, PLE, Português para Falantes de Outras Línguas

Leia mais...
 
9. Professores brasileiros de PLE entre a inferioridade e o ufanismo Imprimir E-mail
Escrito por José Carlos P. Almeida Filho - ISSN 2316-6894   

Entrevista com GEORGE PELLEGRINI e CESÁRIO ALVIM, professores de PLE na UESC, em Ilhéus, Bahia.

Especial para a Revista da SIPLE

No profícuo e chuvoso I Seminário de Português como Língua Estrangeira realizado em 26 e 27 de junho de 2008, no doce cenário de estórias inesquecíveis de Jorge Amado em Ilhéus, na Bahia, dois comunicadores trataram separadamente de um inusitado tema atitudinal envolvendo professores brasileiros de PLE no exterior e no próprio Brasil - o da relação extremada de ufanismo ou retração frente ao Brasil nas suas aulas. Perguntei aos professores George Pellegrini e Cesário Alvim, com experiências de ensino de PLE na Espanha (Sevilha) e no Brasil(Vitória, principalmente), quais os sintomas por eles observados e qual a origem possível de cada uma dessas posições. Leiam o que disseram meus interlocutores sobre esse palpitante assunto.

Leia mais...
 


Pesquisar