Skip to content

Green color

    Increase font size  Decrease font size  Default font size  Skip to content
Divergências Heterossemânticas entre Português e Espanhol Imprimir E-mail
Escrito por Carolina Clerici - Universidad Nacional de Entre Ríos, Argentina (clericicarolina@hotmail.com)   

Resumo

O estudo comparativo das línguas é importante porque possibilita a compreensão das divergências fonéticas e semânticas e pode evitar obstáculos na comunicação. Os professores de língua estrangeira devem oferecer aos alunos as ferramentas necessárias para uma comunicação eficiente na segunda língua, particularmente nos casos em que um erro possa gerar uma situação problemática. A competência comunicativa em língua estrangeira deve vir acompanhada da competência cultural e pragmática que, além de conhecer as palavras, exige o conhecimento do uso que se faz delas. Neste trabalho apresento exemplos de divergência heterossemântica entre português e espanhol.

Palavras chave

Divergência heterossemântica do português  e do espanhol. Ensino de PLE (Português como Língua Estrangeira).

Abstract

Comparative study of languages is important because it makes it possible to understand phonetic and semantic divergence and it may reduce misunderstanding. Foreign language teachers must offer students the necessary tools to be able to communicate efficiently in another language, particularly in cases in which a mistake may cause trouble in communication. Communicative competence in a foreign language must come along with cultural competence and pragmatic competence which, apart from knowing words, demand knowledge of the use speakers make of those words. In this work I present examples of heterosemantic divergence between Portuguese and Spanish.

Keywords

Heterosemantic divergence – Portuguese – Spanish. PFL (Portuguese as a Foreing Language) Teaching.

 

Introdução

Para a realização do presente trabalho, tirei exemplos de textos vários em língua portuguesa e de aulas da cadeira Estruturas Comparadas. A pesquisa é baseada na minha experiência pessoal como estudante de Português Língua Estrangeira e é, portanto, empírica e totalmente parcial. É só uma tentativa de começar a ver como as duas línguas são divergentes do ponto de vista semântico, e como essas divergências podem atrapalhar a comunicação.

Há muitas palavras que podem apresentar problemas para os falantes de espanhol que estão estudando o português. E também há outras que podem virar uma dificuldade para os falantes de português que estudam nossa língua.

Essas palavras são, geralmente, os falsos cognatos, também chamadas de falsos amigos ou falsos equivalentes. Esses vocábulos podem compartilhar tanto a grafia quanto a pronúncia. A divergência se percebe no nível semântico o que, às vezes, pode acarretar problemas sérios: os palavrões. 

Neste trabalho utilizei as seguintes abreviaturas:

  • [adj] = adjetivo.
  • [adv] = advérbio.
  • (anat) = anatomia.
  • (bot) = botânica.
  • [comj] = conjunção.
  • Esp. = espanhol.
  • (inf) = informal.
  • (med) = medicina.
  • Port. = português.
  • [prep] = preposição.
  • [sf] = substantivo feminino.
  • [sm] = substantivo masculino.
  • [vi] = verbo intransitivo.
  • [vpr] = verbo pronominal.
  • [vt] = verbo transitivo.
  • (zoo) = zoologia.

Apresento os exemplos de divergência heterossemântica em quadros, segundo o tipo de divergência que existe entre os vocábulos. Algumas palavras se escrevem da mesma maneira, outras têm grafia ou pronúncia semelhantes, e também existem as que parecem equivalentes à primeira vista.

Em alguns casos, acrescento exemplos para poder perceber a divergência em contexto. Em outros casos, especifico qual o tipo de problema que podem ter os falantes de espanhol ou português que utilizarem as palavras de maneira errada. Finalment, há casos nos que não acho necessário esclarecer com exemplos.

Divergências entre palavras com a mesma grafia

O seguinte quadro contém exemplos de palavras que têm a mesma grafia, mas cujos os significados são diferentes nas duas línguas. Essa divergência nem sempre significa um problema, só pode resultar engraçado ou confuso.

Significado em português

 

Significado em espanhol

[prep] Indica um limite de tempo, no espaço ou nas ações (esp: hasta).

[adv] Ainda, também.

Até

Primeira pessoa singular do pretérito do indicativo do verbo atar.

[sm] Saquinho de pano cosido à roupa; algibeira (esp: bolsillo).

Bolso (1)

[sm] Sacola com alça, saco ou carteira, para guardar dinheiro e/ou documentos, lenços, objetos de toalete, etc. qualquer outro saco pequeno (port: bolsa).

[sf] (bot) Substância elástica sintética, ou feita do látex da seringueira e outros. Esse látex beneficiado, para a indústria. Pedaço de borracha para apagar traços do desenho e da escrita (esp: goma).

Borracha

[sf] Pessoa que se embriagou, bêbeda, bebida.

[sm] (zoo) Pombo implume ou que ainda não voa.

Borracho (2)

[sm] Bêbedo, bêbado.

[vi] Divertir-se infantilmente. Entretener-se. Dizer ou fazer algo por brincadeira. Gracejar. (esp: jugar)

Brincar

[vi] Dar saltos, pular. Elevar-se do chão com rápido impulso do corpo.

[sf] O palco teatral. No palco, o pricipal espaço de representação. A arte dramática. Cada uma das situações ou lances no decorrer de uma peça, filme, novela, romance, etc. (esp: escena)

Cena (3)

[sf] Janta.

[sm] O jantar, a refeição da noite.

[sm] Vaso, em geral cilíndrico, sem tampa, pelo qual se bebe (esp: vaso).

Copo

[sm] Porção de fio (lã, algodão, linho, etc.)

Cada uma partículas de neve que esvoaça e cai lentamente (port: floco). 

[adj] Que tem grande extensão transversal. Amplo, vasto. Que não é estreito ou apertado; folgado. (esp: ancho)

Largo

[adj] Que tem grande extensão longitudinal. Extenso, longo, comprido. Prolongado.

[adj] Feminino de mau (esp: mala).

Má (4)

Apócope de mamãe.

[sf] Lugar onde se exerce um ofício. Lugar onde se consertam veículos automóveis (esp: taller)

Oficina (5)

[sf] Lugar onde se faz o expediente duma administração ou se tratam negócios (port: escritório)

Contração: por + os.

Pelos (6)

[sm] Pêlo. Prolongamento filiforme que cresce na pele dos homens e de certos animais.

Segunda pessoa singular do presente do indicativo do verbo poder.

Pode (7)

Segunda pessoa singular do presente do imperativo do verbo podar.

[sm] (bot) Fruto carnoso e de forma aproximadamente esférica, como a maçã, a pêra.

Pomo (8)

[sm] Frasco pequeno para licores ou perfumes.

[sm] (zoo) Nome comum a mamíferos roedores.

Rato

[sm] (inf) Tempo, tempinho, momento.

[sf] (bot) Erva condimentosa (esp: perejil).

Salsa (9)

[sf] Qualquer preparação culinária em que se refogam iguarias, ou que as acompanha. Água ou outro líquido onde se imerge uma substância. Molho.

[sf] Falta de chuvas; estiagem (esp: sequía).

Seca (10)

[sf] Fumaça, porção de fumo absorvida pelo fumante (inf).

[sm] Porção sólida da superfície terrestre, onde se anda, se constrói, etc.; terra, chão. (esp: suelo).

Solo / sólo (11)

[adj] Desacompanhado, solitário. Aquele que vive sem companhia. Único. Apenas, somente.

[vt] Fazer sair de ponto ou lugar. Puxar, arrancar, arrastar. Extrair. Descalçar. Despir. Libertar, livrar. Obter. Excluir, excetuar, etc (esp: sacar).

Tirar (12)

[v.t] Atirar, arremessar, jogar, lançar; derrubar. Riscar, traçar linhas.

[v.i] Disparar arma de fogo.

Segunda pessoa singular do imperativo do verbo trazer (esp: traiga).

Traga (13)

Segunda pessoa singular do imperativo do verbo tragar.


Exemplos

(1)               É difícil para um falante de português entender como seu amigo argentino lhe diz que ele pode guardar toda a roupa no “bolso”
(2)               A seguinte frase seria perturbante para um falante de espanhol: “Na minha casa, estão todos muito contentes com o borracho que chegou ontem”
(3)               Se estivermos no teatro e o diretor dizer: “É a última cena”, um falante de espanhol poderia pensar que está por  assistir uma peça religiosa: “La Última Cena”.
(4)               “Chamar uma criança de má pode ser um problema”. Essa frase apareceu num jornal e um amigo meu (que não fala português) não entendeu muito bem qual era o problema. Má, em espanhol, é uma forma carinhosa de se referir à mãe, e uma criança não é chamada de “mãe” geralmente.
(5)               Para um falanta de espanhol que só pensa no “status” social, não é boa idéia se vangloriar porque trabalha numa oficina.
(6)               Esta palavra, no geral, não atrapalha a comunicação. Não é muito comum encontrar exemplos onde as palavras possam ser confundidas mas foi muito engraçado ler o título de um artigo de jornal que era “Pelos grandes!”
(7)               Estas palavras não são geralmente confundidas mas observemos o seguinte exemplo: “Ela disse que você pode”. Então, eu posso ou tenho que podar?
(8)               “O pomo-de-Adão” Na fala vulgar, na Argentina, este vocábulo pode ter conotações sexuais.
(9)               Qualquer falante de espanhol poderia pensar que seu amigo brasileiro virou louco se dizer que na sua horta cresce salsa.
(10)           Se um argentino for no Brasil e dizer “Me muero por una seca”, é provável que o pessoal começe lhe dar água.
(11)           O que poderia pensar um falante de português que vier no Brasil e ouvir que há uma danceteria que se chama de “Sólo para enamorados”. Talvés ele pense que pode ir com sua namorada e se beijar pelo chão!
(12)           “Tirar uma foto” em português ¹“Tirar una foto” em espanhol.
(13)           “Traga-me terra” em português é uma ordem ¹“Tráigame, Tierra” em espanhol é uma expressão e não tem nada a ver,significa que a pessoa quer desvanecer, desaparecer, sumir.

Há outras palavras que também têm a mesma grafia, mas que são palavrões para falantes de espanhol.

Significado em português

 

Significado em espanhol

[sm] Intervalo de tempo correspondente a um revolução da Terra em torno do sol, e equivalente a 365 dias, 6 horas, 13 minutos e 53 segundos médios; espaço de 12 meses (esp: año).

Ano (14)

[sm] Ânus. Orifício, na extremidade terminal do intestino, por onde saem os excrementos.

Exemplo

(14)               “Há três casos graves de envenenamento por ano.” Essa é uma frase muito engraçada para falantes de espanhol. 

Divergências entre palavras com pronúncia semelhante

Alguns vocábulos não têm a mesma grafia e também não têm a mesma pronúncia, mas eles podem ser considerados equivalentes à primeira vista, o que pode resultar muito engraçado, às vezes...

Significado em português

 

Significado em espanhol

[vt] Encontrar por acaso ou procurando; deparar com. Descobrir. Considerar, julgar, supor. (esp: encontrar)

Achar / hachar

[vt] Rachar lenha. Dividir ou partir com violência.

[sm]  O homem em relação a seu padrinho e/ou a sua madrinha (esp: ahijado). Protegido, favorito.

Afilhado / afiliado

[sm] O que foi admitido em uma sociedade, comunidade, partido político, etc. Membro. (port: filhiado)

[sm] Designação especial de alguém; cognome, alcunha (esp: sobrenombre).

Apelido / apellido (15)

[sm] Nome, em geral da família, que vem após o do batismo, ou prenome; nome (port: sobrenome)

[sm] Carregador de bagagens. Carro de bagagens. Estrutura metálica, no teto de carros, para transporte de volumes.

Bagageiro / bagayero

[sm] Pessoa que vende objetos de contrabando; contrabandista. (inf)

Que gosta das mulheres feias. (port: bagulho)

[sm] Aposento para banhos, com chuveiro e/ou banheira, em geral com pia e vaso sanitário. (esp: baño)

Banheiro / bañero (16)

[sm] Pessoa encarregada de vigilar a praia para as pessoas não se afogarem. (port: salvavida)

[sf] Ato ou efeito de caçar. Animais caçados. Busca, perseguição. (esp: caza)

Caça / caca (17)

[sf] Excremento.

[sm] (zoo) Certo mamífero roedor cuja espécie inclui raças domésticas (esp: conejo).

Coelho / cuello

[sm] (anat) Pescoço. Porção estreitada de órgão ou estrutura (port: colo).

[sf] Ser humano de pouca idade, menino ou menina. (esp: chico, niño)

Criança / crianza (18)

[sf] Ato ou efeito de criar, educar.

Terceira pessoa singular do presente do indicativo do verbo doe. (esp: duele)

Dói / doy (19)

Primeira pessoa singular do presente do indicativo do verbo dar. (port: dou)

[vt] Pôr endereço em. Escrever o endereço, especialment num envelope.

Endereçar / enderezar (20)

[vt] Pôr vertical. Pôr direito o torto (port: endireitar).

[sf] Utensílio para limpar, lustrar, etc.; placa onde são inseridos filamentos flexíveis de cerda, fio sintético ou metal. (esp: cepillo)

Escova / escoba (21)

[sf] Utensílio feito de ramos de piaçava, pêlos, etc., usado sobretudo para varrer o lixo dos pavimentos. (port: vassoura)

[adj] Invulgar, raro, fino. Excêntrico. (esp: raro)

Esquisito / exquisito (22)

[adj] Delicioso. Que causa delícia.

Excelente.

[adj] Que não tem força física, saúde, vigor. Sem força de vontade. Sujeito a errar, pecar; frágil. Sem autoridade, poder, importância, influência. (esp: débil)

Fraco / flaco (23)

[adj] Magro. Falto de carnes. Que tem pouca ou nenhuma gordura ou sebo. Pouco redondo. (port: esbelto)

[sm] (bot) Ramo (esp: rama). A parte do ramo que, partido este, fica presa ao caule (esp: gajo). Corno de rumiantes.

Galho / gallo (24)

[sm] (zoo) Gênero de aves galináceas de cristas carnudas e asa curtas e largas (port: galo).

[sf] Favor dispensado ou recebido; mercê, benefício. Ato de clemência do poder público, que favorece um condenado; mercê. Beleza, elegância. Dito ou ato espirituoso; gracejo, chiste. Favor ou mercê concedida a alguém por Deus. (esp: gracia)

Graça / grasa (25)

[sf] Substância graxa, de escassa consistência, encontrada nos tecidos adiposos dos animais e em vários óleos vegetais. Tecido adiposo. Obesidade. (port: gordura) Substância para conservar o couro e dar-lhe brilho (port: graxa)

[sm] Abrigo que as aves fazem para a postura de ovos e criação dos filhotes. Lugar onde os animais se recolhem e dormem. Abrigo. Lar. (esp: nido)

Ninho / niño (26)

[sm] Criança, pessoa nova, moço, garoto (port: menino).

[sm] Ato ou efeito de prejudicar: causar prejuízo,  dano ou trastorno a alguém; lesar. (esp: perjuicio)

Prejuízo / prejuicio

[sm] Idéia preconcebida. Suspeita, intolerância, aversão a outras raças, credos, religiões, etc. (port: preconceito)

[adj] Amarelo-avermelhado. Diz-se do pêlo ou do cabelo ruivo. [sm] Homem de cabelo ruivo. (esp: pelirrojo)

Ruivo / rubio (27)

[adj] De cor amarelo-tostado, entre o dourado e o castanho-claro. Diz-se do cabelo dessa cor.

[sm] Aquele que tem o cabelo louro. (port: loiro)

[sm] Nome, em geral da família, que vem após o do batismo, ou prenome; nome (esp: apellido).

 

Sobrenome / sobrenombre (28)

[sm] Designação especial de alguém; cognome, alcunha (port: apelido).

[sf] Vaso para beber, geralmente largo, pouco fundo e com pé (esp: copa).

Taça / taza (29)

[sf] Pequena vasilha com asa para servir, em especial, bebidas quentes (port: xícara).

[sm] O conjunto de garfo, faca e colher (esp: cubiertos).

Talher / taller (30)

[sm] Oficina de trabalho manual. Lugar onde se consertam veículos automóveis (port: oficina)

[sf] Utensílio feito de ramos de piaçava, pêlos, etc., usado sobretudo para varrer o lixo dos pavimentos (esp: escoba).

Vassoura / basura (31)

[sf] O que se varre da casa, da rua, e se joga fora; entulho (port: lixo).

Exemplos

(15)           Estes vocábulos apresentam um grande problema para falantes de espanhol que aprendem português (e viceversa). É muito difícil eles perceberem e adquirirem – e lembrarem – a diferença.|
(16)           Analisemos a seguinte situação: um falante de espanhol está na praia e seu filho está se afogando. O homem, no desespero, pergunta para alguém “¿Dónde está el bañero?” e é provável que essa pessoa o mande para o banheiro.
(17)           “As populações de tartarugas-marinhas estão caindo a níveis perigosamente baixos devido à caça excessiva nas águas do Pacífico”. Um falante de espanhol poderia pensar que é preciso limpar o oceano.
(18)           “Ela tem uma criança terrível” (tem um menino insuportável ¹tem uma má educação)
(19)           O provérbio “Pancada de amor não dói”  dá para confução.
(20)           “Depois de endereçar o envelope” ¹“Después de enderezar el sobre”.
(21)           Poderia ser muito engraçado alguém ( especialmente um argentino) ouvir um Brasileiro dizer que tem que ir no supermercado comprar uma escova de dentes...
(22)           “Os judéus são esquisitos”, disse um brasileiro e todos pensaram que era canibal, antropófago.
(23)           É difícil entender que no Brasil, os gordos podem ser fracos. Seria muito engraçado que um falante de português, obeso, dissesse “Hoje estou fraco e vou me lançar no churrasco. (Não posso agüentar)”
(24)           Poderia ser muito difícil para um falante de espanhol entender se um brasileiro disser que tem oito  galhos novos na árvore do jardim.
(25)           Um falante de português se sente muito orgulhoso de ter uma namorada com muita graça enquanto um falante de espanhol se pergunta como os brasileiros podem gostar tanto da “grasa”.
(26)           Se um menino e uma menina falantes de português vierem na Argentina e dizerem. “Vamos fazer um ninho” alguém poderia pensar que vão ligar para a cegonha.
(27)           Se uma argentina ligar para uma dessas agências que procuram pessoas, e pedir um garoto “rubio”, é provável que ela não goste do resultado.
(28)           Esta divergência merece especial atenção já que os alunos falantes de espanhol que estudam português não vêem facilmente a diferença. Tendo os dois vocábulos “sobrenome” e “apelido” não é comum eles lembrarem que os significados estão trocados.
(29)           Se um homem tentasse me conquistar pelo lado da classe, da elegância ou da fineza eu sairia correndo se ele me oferecesse uma taça de champanhe porque ninguém poderia pensar que um brasileiro é muito “fino” ou “esnobe” se ele bebe champanhe em “taza”.
(30)           Se um brasileiro disser que comprou uma dúzia de talheres, é provável que um argentino não acredite.
(31)           Se um brasileiro disser para um argentino “Me traz a vassoura para limpar?”, é provável que o argentino fique confuso para caramba (¿Cómo es posible limpiar com basura?”).

O mesmo caso apresentado no quadro anterior passa de engraçado para perigoso quando as palavras que podem ser consideradas equivalentes são palavrões em português, o caso mais comum é a letra “q”.

Divergências entre palavras com múltiplos significados

Algumas palavras têm a mesma significação nas duas línguas (e até às vezes podem ser palavras transparentes), mas apresentam outros significados diferentes em português exclusivamente.

Palavra

Significado comum

Outro significado em português

Acordar

[vt] Resolver de comum acordo; concordar.

[vi] Recordar-se. Estar de acordo.

[vt/i] Tirar ou sair do sono; despertar. (esp: despertar)

Andar (32)

[vi] Movimentar-se dando passos por impulso próprio ou não. Trabalhar, funcionar. Achar-se ou viver em determinado estado, condição ou aspeto: anda triste (33).

[sm] Num edifício, pavimento situado acima do térreo ou de uma sobreloja (esp: piso).

Apagar (34)

[vt] Extinguir (o fogo ou a luz). Embaciar. Destruir, aniquilar. (No Sul) deslustrar, obscurecer.

[vi/pr] Extinguir-se, acabar-se.

[vt] Fazer desaparecer o que está escrito, desenhado ou pintado (esp: borrar)

Aula

[sf] Sala, especialmente numa escola, onde se leciona, onde se ensina alguma matéria.

[sf] Lição, matéria ou tema ensinado pelo professor ao aluno. (esp: clase)

Bolsa (35)

[sf] Sacola com alça, ou saco, ou carteira, para guardar dinheiro e/ou documentos, lenço, objetos de toalete, etc. qualquer outro saco pequeno. Instituição que opera em fundos públicos, ações e ebrigações de companhias, etc. local onde se reunem os corretores para essas operações financeiras. (anat/med) Cavidade em forma de saco.

[sf] Pensão gratuita a estudantes ou pesquisadores para estudos ou viagem cultural (esp: beca de estudios).

Cobre (36)

[sm] Elemento de número atômico 29, metálico, vermelho, maleável e dúctil, usado em ligas importantes. Cu.

Terceira pessoa singular do presente do indicativo do verbo cobrir (esp: cubre)

Controle (37)

Primeira e terceira pessoas do presente do subjuntivo do verbo controlar.

[sm] Ato ou poder de controlar (esp: control).

Dispositivo que permite o controle à distância de aparelhos ou equipamentos eletrônicos, particularmente eletrodomésticos (controle remoto).

Criar (38)

[vt] Educar. Promover a procriação de. Cultivar.

[vt] Dar existência a. Dar origem a; formar. Imaginar. Fundar. Nascer; originar-se (esp: crear)

Dado (39)

[sm] Peça cúbica marcada em cada uma das faces com pontos de 1 a 6, usada em certos jogos.

[sm] Elemento ou quantidade conhecida, que serve de base a resolução de um problema. Elemento para a formação de um juízo (esp: dato).

Rota

[adj] Particípio do verbo romper

[sf] Caminho, rumo (esp: ruta).

Segundo (40)

Numeral ordinal correspondente a dois.

[adj] Secundário. Outro, novo.

[sm] O que ocupa o segundo lugar. A sexagésima parte do minuto. Espaço de tempo curtíssimo.

[prep] De acordo com; conforme.

[conj] Conforme, consoante (esp: según).

Tentar

[vt] Procurar seduzir. Causar desejo a alguém.

[vt] Empregar meios para obter (algo desejado). Buscar, procurar. Pôr em prática, empreender. Arriscar-se ou aventurar-se a. Pôr à prova; experimentar (esp: intentar).

Vaso (41)

[sm] Recipiente côncavo, capaz de conter líquidos ou sólidos. (anat) Qualquer canal do corpo humano onde circula sangue ou linfa ou bilis.

[sm] Recipiente que se enche de terra, para receber plantas (esp: maceta). Jarra para flores (esp: florero). Vaso sanitário, aparelho de banheiro, de louça, usado para dejeções (esp: inodoro)

Venda

[sf] Faixa ou pedaço de gaze, etc., para cobrir os olhos.

[sf] Ato ou efeito de vender (esp: venta).

Mercearia: loja onde se vendem a retalho gêneros alimentícios; armazém. (esp: almacén) Botequim de interior. (esp: bar)


Exemplos

(32)           “O andar de cima” ¹“El andar de cima, el andar de montaña”
(33)           Enquanto os brasileiros perguntam “Como vai?”, na Argentina, é muito comum perguntarmos “¿Cómo andás?”. É, portanto, possível ouvirmos um brasileiro responder “De carro”.
(34)           Eu me lembro que na primeira aula de português, o professor perguntou “Posso apagar?” e eu tive muito medo de não poder ver sem luz.
(35)           Um falante de espanhol poderia não ficar devidamente surpreso se souber que ganhou uma bolsa para ir no Brasil. Ele poderia pensar que é só um simples saco para pôr seus objetos e pronto.
(36)           “A cor cobre” Verbo ou adjetivo?
(37)           Se uma pessoa disser para outra “Pegue o controle”, um falante de espanhol pode duvidar se é um verbo transitivo ou dois imperativos, desde que “o” em espanhol é uma conjunção.
(38)           “Meu pai é criador” Ele é criativo ou ele cria animais?
(39)           Se um pesquisador falante de português disser que teve que ir na África procurar alguns dados, qualquer argentino pensaria que não é preciso viajar tanto para consegui-los.
(40)           “Os pais ideais, segundo os adolescentes” Os pais estão primeiro?
(41)           Se um falante de espanhol desejar um “vaso de agua”, é preciso ele saber muito bem como se diz em português. Caso contrário, será impossível que alguém lhe faça o favor no Brasil.

Da mesma maneira que apresentada no quadro anterior, há algumas palavras transparentes que têm a mesma significação nas duas línguas mas que, no caso do português, são usadas com outro sentido na fala vulgar (no Brasil especialmente).

Palavra

Significado comum

Outro significado em português

Pelado (42)

[adj] A que tiram o pêlo, ou que não tem. A que se tirou a pele ou a casca.

Pobre, miserável.

[adj] Nu, despido (esp: desnudo).

Pinto

Primeira pessoa do singular do presente do indicativo do verbo “pintar”.

[sm] Filhote da galinha ainda novo (esp: pollo). (inf) Órgão sexual masculino. (esp: pito)

Saco

[sm] Receptáculo de papel, pano, etc., oblongo, aberto em cima e fechado no fundo e nos lados.

[sm] Nome comum a várias cavidades do organismo. (inf) Corpo esférico, bola.


Exemplos

(42)           Os brasileiros às vezes não entendem como os “pelados” andam pela rua na Argentina e a polícia não faz nada. É que no Brasil não se pode andar pelado na via pública.

Da mesma maneira que apresentada no quadro anterior, há algumas palavras transparentes que têm a mesma significação nas duas línguas mas que têm outro significado em espanhol. Às vezes, no caso do espanhol, essas palavras são usadas com outro sentido na fala vulgar (na Argentina especilmente).

Palavra

Significado comum

Outro significado em espanhol

Cerca

[sf] Muro ou sebe com que se circunda e fecha um terreno.

[prep] Perto.

Contestar

[vt] Provar com o testemunho de outrem. Impugnar. Não estar de acordo.

[vt] Responder. Replicar. Dizer ou escrever em resposta.

Entregar (43)

[vt] Passar às mãos ou à posse de alguém. Denunciar. Restituir. Deixar aos cuidados de; confiar. Dedicar-se.

[vt] Deixar-se, ceder.

Todavia

[conj] Contudo, porém, entretanto.

[adv] Até um determinado momento, ainda.


Exemplos

(43)           Este verbo tem conotações sexuais na fala vulgar dos argentinos. Usa-se para pedir para alguém se entregar, se deixar fazer alguma coisa, ceder (alguma parte do corpo).

Há outras palavras que também têm uma mesma significação mas que, além disso, apresentam outros significados em cada uma das línguas. Esses vocábulos têm diferente sentido no uso diario e, segundo o contexto, podem ser confundidos.

Palavra

Significado comum

Português

Espanhol

Cola

[sf] Substância ou preparado para fazer aderir papel, madeira e outros materias.

[sf] Na gíria brasileira, cópia clandestina em exames.

[sf] Fileira de pessoas que se põem umas atrás das outras, pela ordem de chegada. Cauda, rabo.

Copa

[sf] A parte superior do chapéu. Ramagem superior de uma árvore.

[sf] Compartimento de uma casa, ligado à cozinha, onde se toma o café-da-manhã ou mesmo o almoço ou o jantar. (esp: comedor)

[sf] Vaso para beber, geralmente largo, pouco fundo e com pé.

Escritório

[sm] Compartimento da casa destinado à leitura e à escrita; gabinete.

 

[sm] Lugar onde se faz o expediente duma administração ou se tratam negócios (esp: oficina).

[sm] Mesa para escrever (port: escrivaninha)

Habitação (44)

[sf] Lugar ou casa onde se habita; morada.

[sf] Ato ou efeito de habitar.

[sf] Numa casa, apartamento, etc., dormitório ou compartimento destinado ao trato íntimo. (esp: cuarto).

Ligar

[vt] Atar com um laço ou ligadura; prender, fixar. Fazer aderir ou pegar. Tornar conexo ou coerente.

[vi] Unir por vínculos morais ou afetivos; vincular.

[vt] Acionar disco ou tecla de (o telefone), para estabelecer ligação; tocar. (esp: llamar)

[vi] Prestar atenção.

[vt] (inf) Receber castigo.

Receber boas cartas no jogo de azar.

Vale (45)

[sm] Escrito representativo de dívida por empréstimo ou por adiantamento.

[sm] Depressão alongada entre montes ou no sopé de um monte (esp: valle).

Planície à beira dum rio ou ribeirão; várzea.

Terceira pessoa singular do presente do indicativo do verbo valer


Exemplos

(44)           “Ele preparou o jardim original para a habitação da humanidade” Iam dormir no jardim?
(45)           É muito comum ouvir a seguinte frase em espanhol “No vale”: não é justo, não é válido, etc. segundo o contexto. Isso poderia ser entendido como locução adverbial de lugar.

Problemas decorrentes de divergências fonéticas

Em outros casos, o problema aparece quando o falante de espanhol não pronuncia corretamente alguns sons que, no espanhol, não contribuem a diferenciar vocábulos. Esses fonemas, em português, são os que diferenciam uma palavra de um palavrão. O falante de espanhol tem tendência a pronunciar as duas palavras da mesma maneira, como é o caso de pizza e chico (menino).

Há muitos vocábulos que são engraçados para falantes de espanhol que ouvem alguém falando português. A tendência é relacionar essas palavras com outras espanholas que, às vezes, são palavrões. 

Palavra

Significado

Associação

Significado

Grávida

[adj] Em estado de gravidez: estado da mulher, e das fêmeas em geral, durante a gestação; prenhez (esp: embarazada)

Grave

[adj] Importante, sério. Severo. Intenso, vivo. Doloroso. Que pode ter conseqüências sérias, trágicas.

Teto

[sm] A face superior interna de uma casa ou de um aposento (eso: techo).

Teto

[sm] Ato sexual

Vergonha

[sf] Sentimento penoso de desonra ou humilhação perante outrem; vexame, afronta. Timidez, acanhamento. Pudor. (esp: vergüenza)

Verga

[sf] Órgão sexual masculino.

Vírgula

[sf] Sinal de pontuação (,) com que se marca a pausa no discurso (esp: coma).

Verga

[sf] Órgão sexual masculino.

Há outras palavras, usadas no português do Brasil, que são semelhantes a algumas palavras (ou palavrões) que usam os falantes de espanhol na Argentina.

Significado em português

 

Significado em espanhol

[vi] Conversar com alguém, bater papo; prosear.

Papear

[vpr] Drogar-se.

[sm] Conversa, fala.

Papo

[sm] Órgão feminino.

 

Até aqui temos estudado as palavras isoladamente. Só em alguns casos foi possível indicar exemplos de uso concreto. Às vezes, os problemas se apresentam com frases completas. Nesses casos, geralmente, as divergências surgem da pronúncia: das mudanças que sofrem os sons como elementos integrativos de cadeias fônicas, como se observa nos seguintes casos:

Português

Espanhol

Embora

En bolas

Estou com fome.

Estoy conforme.

Esterco.

Es terco.

Morreu de fome.

Murió deforme.

No cume da montanha.

No come de la montaña.

Conclusão

O estudo comparativo das línguas é importante porque possibilita a compreensão das divergências fonéticas e semânticas e pode evitar obstáculos na comunicação. Os professores de língua estrangeira devem oferecer aos alunos as ferramentas necessárias para uma comunicação eficiente na segunda língua, particularmente nos casos em que um erro possa gerar uma situação problemática. A competência comunicativa em língua estrangeira deve vir acompanhada da competência cultural e pragmática que, além de conhecer as palavras, exige o conhecimento do uso que se faz delas.

 

Pesquisar